Galeria dos Secretários

HISTÓRIA – SECRETÁRIOS DE SEGURANÇA PÚBLICA DO AMAZONAS

Em construção

Desde 04.08.2021 – Carlos Alberto Mansur

O general de divisão do Exército Brasileiro, Carlos Alberto Mansur, assumiu a Secretaria de Segurança em agosto de 2021, na gestão do governador Wilson Lima. Ele sucedeu o coronel da reserva da Polícia Militar do Amazonas, Louismar Bonates. Nascido na cidade de Paranaguá (PR), o general Mansur iniciou a vida militar em 1977, quando entrou na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, sediada em Campinas (SP). Foi declarado aspirante a oficial da Arma de Artilharia em 1983 e classificado no 5º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado, sediado em Curitiba (PR).

Bacharel em Ciências Militares pela Academia Militar das Agulhas Negras, o general Mansur tem especialização em Manutenção de Material Bélico pela Escola de Material Bélico; Montanhismo, pelo 11º Batalhão de Infantaria de Montanha; Inteligência Militar pela Escola de Inteligência Militar do Exército; Comunicação Social, pelo Centro de Comunicação Social do Exército; Inglês, pelo Centro de Idiomas do Exército; e em Operações na Selva, pelo Centro de Instrução de Guerra na Selva.

Também é pós-graduado em Comando e Estado-Maior, e Política, Estratégia e Alta Administração do Exército, ambos pela Escola de Comando e Estado Maior do Exército; em Planejamento Estratégico Organizacional, pela Fundação Trompowski; e Master in Business Administration (MBA), pela Fundação Getúlio Vargas (RJ). O general também é mestre em Operações Militares, pela escola de Aperfeiçoamento de Oficiais.

Pela vasta experiência, o general “três estrelas” ocupou cargos como comandante da subunidade e oficial de operação do 14º Grupo de Artilharia de Campanha, fez parte do corpo docente da Academia Militar das Agulhas Negras, foi Observador Militar da Organização das Nações Unidas (ONU) na Guatemala, chefe da seção de medalhista da Secretaria Geral do Exército, diretor do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército no Rio de Janeiro, chefe do Estado-Maior da 1ª Brigada de Infantaria de Selva em Boa Vista (RR); chefe da 3ª Seção (Operações) do Comando Militar do Sudeste e subchefe do Estado-Maior do Comando Militar da Amazônia (CMA), em Manaus (AM).

O general Mansur foi Adido Militar de Defesa Naval, do Exército e da Aeronáutica na China, Coréia e Vietnã. Recentemente foi vice-chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército, sendo este o último cargo ocupado na instituição nacional.

Principais comandos – O general de divisão também passou pelo alto escalão do Exército Brasileiro, comandando unidades militares como o 10º Grupo de Artilharia de Campanha de Selva em Boa Vista (RR); Escola de Formação Complementar do Exército e Colégio Militar de Salvador (BA); 1ª Brigada de Infantaria de Selva de Boa Vista (RR); 5ª Região Militar de Curitiba (PR), e 12ª Região Militar, em Manaus (AM).

Honrarias – Durante a vida dedicada à instituição nacional, o general Mansur foi homenageado com títulos de cidadão do Amazonas, cidadão boa-vistense, em Boa Vista (RR) e do Paraná, pelos serviços prestados aos estados.

Em mais de 40 anos dedicados à vida militar, o general já foi condecorado com mais de 50 medalhas. Entre elas estão a de Amigo do Bombeiro do Estado de Roraima; Amigo da PMRR; Mérito de Tiro de Guerra; Mérito Cândido Mariano; de 180 Anos da Polícia Militar do Amazonas; Marechal Osório – O Legendário; Mérito Tamandaré; Almirante Tamandaré; Amigo da Marinha; Ordem do Pinheiro Paraná; Pró Pátria; Mérito Judiciário Militar; Militar de Ouro, e Ordem do Mérito Militar – Grau Comendador.

02/01/2019 à 03/08/2021 - Cel PM Louismar de Matos Bonates

Oficial da reserva, o Coronel Louismar de Matos Bonates ingressou na Polícia Militar do Amazonas (PM/AM) em 1979 e se formou aspirante da PM em 1981. Possui todos os cursos de formação da Polícia Militar e participou de cursos em outros Estados, como o de Policiamento Rádio Motorizado da Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (ROTA), em São Paulo.

Entre outras funções, foi Subcomandante do Comando de Policiamento Especializado (CPE). A última unidade que comandou foi o 7º Batalhão que, à época, era responsável pelo policiamento de toda a zona leste de Manaus, onde foi responsável pela operacionalização da Rondas Ostensivas Cândido Mariano (ROCAM). Ainda na Polícia Militar, foi Secretário-Geral e Diretor de Pessoal da corporação.

Fora da Polícia Militar, Louismar Bonates foi Chefe da Casa Militar da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALEAM); Chefe do Gabinete Militar da Prefeitura de Manaus; secretário municipal de Meio Ambiente, na antiga Sedema; secretário municipal de transportes urbanos, na antiga SMTU; secretário de Estado de Justiça e Cidadania e secretário de Estado de Administração Penitenciária. Assumiu a Secretaria de Estado de Segurança Pública durante a gestão do governador Wilson Lima, iniciada em janeiro de 2019.

Na Secretaria de Segurança, foi responsável pela implantação de projetos pioneiros no estado no combate à criminalidade, como a Base Fluvial Arpão para combate ao narcotráfico no rio Solimões, e a retomada do 2º Batalhão de Motocicletas Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam Motos).

09/10/2018 à 31/12/2018 - Cel Amadeu da Silva Soares

Nascido em Roraima, filho da professora Rosa Maria Marinho Soares e do Cabo do Exército Brasileiro Amadeu da Silva Soares (In memorian), o Coronel da Polícia Militar do Amazonas, Amadeu da Silva Soares Júnior, mudou-se para capital amazonense aos 12 anos para estudar no Colégio Militar de Manaus (CMM). Quando jovem, passou no curso de formação de oficiais do Amazonas e ingressou na Academia da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, onde se formou bacharel em Ciências Militares, área de defesa pessoal, em 1992.

Coronel Amadeu Soares foi titular da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas entre 9 de outubro e 31 de dezembro de 2018, na gestão do governador Amazonino Mendes. Antes disso, entre outubro de 2017 e abril de 2018, Amadeu ocupou o posto de secretário executivo na pasta. Ele se licenciou do serviço para se candidatar nas eleições daquele ano ao cargo de deputado estadual.

Coronel Amadeu já serviu no Batalhão de Choque, comandou a Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), entre os anos de 2009 e 2010, foi integrante da primeira turma do Amazonas a concluir o curso de Operações Especiais da COE, em 1996, no Estado do Paraná.

Entre 2010 e 2014, na gestão do governador Omar Aziz, criou o programa de polícia comunitária “Ronda no Bairro”, ocasião em que exerceu o cargo de Secretário Executivo do programa, entre os anos de 2010 a 2014. Foi Secretário de Segurança Pública do Estado de Roraima, em 2014.

11/04/2018 à 09/10/2018 - Cel Anézio Brito de Paiva

O Coronel da Polícia Militar, Anézio Brito de Paiva, foi nomeado secretário de segurança pública do Amazonas pelo governador Amazonino Mendes no dia 11 de abril de 2018. Na ocasião, ele substituiu o vice-governador e secretário de Segurança, Bosco Saraiva.

No início da gestão Amazonino Mendes, em outubro de 2017, o Coronel Paiva atuava como chefe de gabinete do secretário executivo da SSP-AM, coronel Amadeu Soares. Entre agosto e outubro de 2017, ele atuou como representante da Segurança Pública na Comissão de Transição de Governo. Entre 2015 e 2017, foi subchefe do Gabinete de Assessoramento de Gestão Integrada da Segurança Cidadã e, entre os anos de 2016 e 2017, atuou como chefe do Serviço Integrado de Operações Aéreas (Sioa), da SSP-AM.

Paiva também foi coordenador-geral da Secretaria Executiva-Adjunta do Programa Ronda no Bairro (2012 a 2014). Na Polícia Militar do Amazonas (PMAM), atuou como subchefe da Diretoria de Apoio Logístico 1 (2004 a 2005) e chefe da Diretoria de Apoio Logístico 2 (2005).

Anézio Paiva foi comandante da 9ª, 11ª e 12ª Companhias Interativas Comunitárias (Cicoms), entre os anos de 2008 a 2011. Chefiou a Seção de Operações (P-3) da 2ª Cicom (2005 a 2006), além de ter sido subdiretor do Centro de Assistência Social da PMAM (2008).

Coronel Paiva é bacharel em Direito e graduado em Ciência de Defesa Social. Seu Curso de Formação de Oficial foi na Polícia Militar do Pará. É especialista em Administração Pública e também pelo Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais da PM de Brasília.

Deixou o cargo de titular da SSP-AM no dia 9 de outubro de 2018, sendo substituído pelo coronel Amadeu Soares. Com isso, ele passou a responder pela secretaria executiva da segurança pública, sendo o número dois da pasta. Em janeiro de 2019, na gestão do governador Wilson Lima, Paiva foi reconduzido ao cargo, exercendo também a função de secretário executivo da SSP.

04/10/2017 à 03/04/2018 - João Bosco Gomes Saraiva

Natural de Manaus, Bosco Saraiva nasceu em uma família modesta do bairro Morro da Liberdade, localizado na zona sul da capital amazonense, e iniciou os estudos no grupo escolar Leopoldo Neves. Eleito vice-governador na chapa de Amazonino Mendes, em 2017, Saraiva foi secretário de segurança pública entre outubro de 2017 e abril de 2018, quando se desincompatibilizou do cargo para disputar as eleições. Ele foi eleito deputado federal em 2018, pelo partido Solidariedade.

Sua trajetória política começou quando era trabalhador do Distrito Industrial e tornou-se militante da oposição sindical metalúrgica nos anos 1980. Formou-se em Filosofia e em Gestão em Marketing pela Universidade Paulista (Unip). Possui especialização em Administração Avançada e Controle de Marketing, pela Unip, e também atuou como professor de Marketing Internacional na mesma instituição.

Entre 1980 e 1982, Saraiva trabalhou na empresa SEMP TOSHIBA, como gerente de produção. Entre 1982 e 1988, foi gerente de recursos humanos na Sharp do Brasil S/A. De 1988 a 1989, trabalhou na Gradiente, também na gerência de recursos humanos. Entre 1989 e 1990, ele trabalhou na Consultec, na mesma área.

Em 1991, Bosco Saraiva migrou para o serviço público e passou a trabalhar no Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Estado do Amazonas (IPASEA), onde permaneceu até 1992 como diretor administrativo e financeiro.

Nas eleições municipais de 1992, ele foi eleito pela primeira vez vereador de Manaus, com 1.945 votos, cargo exercido até o ano de 2004, reflexo de três mandatos consecutivos. Neste período, esteve na presidência do Poder Legislativo Municipal por duas oportunidades (biênios 1995-1996 e 1997-1998), sendo também Vice-Prefeito de Manaus durante o biênio 1995-1996.

No exercício da função de vereador, foi nomeado presidente de inúmeras Comissões Permanentes da CMM, com destaque para o cargo de Relator do Plano Diretor da cidade de Manaus, e participação nas de Grilagem de Terras, Cartel de Combustíveis, e a do Ressarcimento, onde apurou um dos maiores escândalos ocorridos no Legislativo Manauara.

Bosco Saraiva também foi o autor da lei da meia-entrada para estudantes em eventos culturais e da lei que instituiu o Imposto Simplificado, conhecido como Simples.

Em 1994, foi diretor da Empresa Municipal de Urbanização (URBAM). Entre 2003 e 2004 foi secretário de estado de Infraestrutura, na gestão do governador Eduardo Braga. Sua gestão foi marcada pela idealização e início de projetos como o Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim), a construção do anfiteatro da Bola da Suframa e de galpões de escolas de samba.

Entre 2009 e 2010, foi diretor do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), em Manaus. Entre 2010 e 2011, Bosco Saraiva exerceu o mandato de deputado estadual pelo PRTB, de fevereiro de 2010 a janeiro de 2011, quando foi presidente da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania. No ano de 2012, foi eleito novamente vereador da cidade de Manaus com 9.677 votos, e conduzido pela terceira vez à presidência da Câmara Municipal de Manaus. Ele retornou a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, no pleito de 2014.

04/09/2017 à 03/10/2017 - Carlos Alberto Alencar de Andrade

Com mais de 16 anos de experiência na área de Segurança Pública, Carlos Alberto Alencar de Andrade assumiu o cargo de secretário de Segurança Pública do Amazonas após o pedido de exoneração do delegado Federal Sérgio Fontes, no dia 28 de agosto, na gestão interina do governador David Almeida.

Mestre em Sociologia, graduado em Economia (1993) e Direito (1997), pós-graduado em Direito Penal e Processual Penal e em Segurança Pública, Carlos Alberto participou da gestão de Fontes como secretário-executivo.

Atuou como delegado da Polícia Civil do Amazonas, de 2001 ate 2015, quando recebeu convite para assumir o cargo de secretário-executivo da SSP-AM.

21/01/2015 à 28/08/2017 - Sérgio Lúcio Mar dos Santos Fontes

Bacharel em direito pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), em 1991, Advogado Civil, Criminal e Trabalhista, de 1992 a 1994, o delegado da Polícia Federal Sérgio Lúcio Mar dos Santos Fontes exerceu o cargo de secretário de Segurança Pública do Amazonas na gestão do governador José Melo.

Sérgio Fontes foi Chefe de Gabinete do Procurador Chefe da PR/AM, de 1994 a 1995. Como Delegado de Polícia Federal, foi Chefe da Delegacia de Repressão a Entorpecentes no Amazonas (1996 a 2002), Delegado Regional Executivo da SR/DPF/AM (2002 a 2003) e Delegado Regional de Combate ao Crime Organizado (2004 até 2006).

Professor da Academia Nacional de Polícia (ANP), também exerceu as funções de Superintendente Regional da Polícia Federal no Estado de Rondônia (março de 2007 a Março de 2008); Superintendente Regional da Policia Federal do Estado do Amazonas (2008 a 2013); Diretor da Academia Nacional de Polícia (2013 a 2014) e Diretor de Gestão de Pessoal do Departamento de Polícia Federal.

Possui diversos cursos na área da segurança Pública, em especial o Superior de Polícia, na Academia Nacional de Policia, Curso de Swat Team (equipe de resposta a crise), Programa de Assistência Anti-Terrorista do Departamento de Estado dos EUA – Lousiana, Curso Avançado em Gerências de Segurança Pública Internacional Law Enforcement Academy Roswell/NM – Departamento de Estado do EUA.

20/10/2011 a 21/01/2015 – Cel PM Paulo Roberto Vital de Menezes

Coronel da Polícia Militar do Amazonas, Paulo Roberto Vital de Menezes é natural de Manaus, formado em Direito pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), possui três cursos de formação: Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais feito na Polícia Militar do Paraná (1986), Curso de Formação de Criminólogos – Instituto de Criminologia da Secretaria de Estado de Segurança Pública de Minas Gerais – (Acadepol) (1990/1991) e Curso de Educação Física da Polícia Militar do Estado de São Paulo (1984/1985).

Vital foi subsecretário de Segurança Pública do Amazonas no período de 1995 a 2002 e secretário-executivo adjunto de Segurança Pública no período de novembro de 2004 a abril de 2011.  Ele assumiu como titular da SSP-AM em 20 de outubro de 2011, na gestão do governador Omar Aziz. Ficou no cargo até janeiro de 2015, na gestão do então governador José Melo.

21/03/2011 a 20/10/2011 – Zulmar Pimentel dos Santos

 

Zulmar Pimentel dos Santos nasceu em 23 de novembro de 1950, em Manaus, Amazonas. É bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pernambuco (1979). Concursado na Polícia Federal desde 1975, Pimentel ocupou cargos públicos em vários estados brasileiros. O último foi em Recife, onde estava exercendo a função de Corregedor-Geral do Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

Ele atuou também em Brasília (DF), Belo Horizonte (MG), Ponta Porã (MS) e Rio de Janeiro (RJ). Na PF, Zulmar Pimentel chegou a ser diretor executivo do Departamento de Polícia Federal e trabalhou em casos policiais conhecidos, como o de PC Farias. Foi secretário de Segurança Pública no Amazonas entre 21 de março e 20 de outubro de 2011, na gestão do governador Omar Aziz.

25/02/2010 à 21/01/2011 – Geraldo Scarpellini

Natural de Anápolis (GO), Geraldo André Scarpellini Vieira passou pelas unidades da Polícia Federal de Brasília, Espírito Santo e Amazonas. Foi nomeado secretário de Segurança Pública em fevereiro de 2010, na gestão do então governador Omar Aziz, deixando o cargo em 31 de janeiro de 2011.

19/11/2004 à 25/02/2010 – Francisco Sá Cavalcante

Natural de Mombaça, no Ceará, Francisco Sá Cavalcante é bacharel em Direito pela Universidade Federal do Piauí. Ingressou no serviço público no ano de 1972, no cargo de agente da Polícia Federal, tomando posse no cargo de Delegado de Polícia Federal no ano de 1982.

Desde seu ingresso na PF, prestou serviços na Superintendência Regional do Piauí, Roraima, Ceará e Tocantins, tendo ocupado diversos cargos e funções.

Francisco Sá Cavalcante foi ainda secretário de Estado da Segurança Pública em Roraima, de março de 2003 a novembro de 2004. Depois disso, assumiu, a convite do então governador Eduardo Braga, o cargo de Secretário de Estado de Segurança Pública do Amazonas, em 19 de novembro de 2004, permanecendo no cargo por mais de cinco anos.

01/01/2003 até 19/11/2004 – Júlio de Assis Correa Pinheiro

Advogado desde 1985, com especialidade em Direito Civil, Direito Penal, Direito Administrativo, Direito Comercial e Direito de Família. Exerceu o cargo de delegado de polícia entre os anos de 1990 a 1996. Foi nomeado Secretário de Segurança entre 2003 e 2004, na gestão do então governador Eduardo Braga. Foi eleito vice-presidente do Colégio Nacional Segurança Pública em 2004. Atualmente, é conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) e já exerceu os cargos de vice e presidente da Corte de Contas.

05/07/2002 à 01/01/2003 – Luiz Paulo Horita

Luiz Paulo Horita foi secretário de segurança pública do Amazonas entre julho de 2002 e janeiro de 2003, na gestão do então governador Amazonino Mendes.

25/10/2001 à 05/04/2002 – Omar José Abdel Aziz

Omar José Abdel Aziz é natural do município de Garça, interior de São Paulo, e nasceu no dia 13 de agosto de 1958. Formado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Amazonas, Omar Aziz foi secretário de Segurança Pública entre 25 de outubro de 2001 a 05 de abril de 2002, na gestão do então governador Amazonino Mendes.

De acordo com o Centro de Pesquisa e Documentação da História Contemporânea do Brasil (CPDOC), da Fundação Getúlio Vargas, Omar é filho de pai palestino e mãe brasileira. Em Manaus, estudou no Colégio Estadual de Manaus, atual Colégio Amazonense D. Pedro II, e na Escola Técnica Federal do Amazonas, atual IFAM.

Conforme o CPDOC, Omar Aziz iniciou carreira política no movimento estudantil no início da década de 1980. Em 1981 foi eleito presidente da Engenhoca, órgão de representação estudantil que antecedeu a criação do Diretório Acadêmico de Engenharia da UFAM e, em 1984, foi diretor do Diretório Central dos Estudantes (DCE). Filiado à época ao então clandestino Partido Comunista do Brasil (PCdoB), participou de diversos movimentos em defesa da redemocratização do país, como as “Diretas já”, mobilização que se desenvolveu no país em defesa da Emenda Dante de Oliveira que restabelecia as eleições diretas no país, mas que foi derrotada na Câmara dos Deputados em abril de 1984.

Em 1987, dois anos depois da redemocratização do país com o fim do período de governos militares, Omar Aziz assumiu a direção da Fundação de Desenvolvimento e Apoio Comunitário (Fundac).

Filiou-se ao Partido da Frente Liberal (PFL) em 1996, e por essa legenda foi eleito vereador em Manaus no pleito de 15 de novembro de 1988. Assumiu sua cadeira no Legislativo da capital amazonense em janeiro do ano seguinte. Foi reeleito no pleito de outubro de 1992 como o vereador mais votado. Iniciando novo mandato em janeiro do ano seguinte, foi eleito presidente da Câmara Municipal. Em outubro de 1994 foi eleito deputado estadual com a maior votação do estado. Renunciou ao seu mandato de vereador e assumiu então sua cadeira na Assembleia Legislativa do Amazonas em fevereiro de 1995.

No pleito de outubro do ano seguinte foi eleito vice-prefeito de Manaus na chapa com Alfredo Nascimento. Renunciou ao mandato parlamentar no nível estadual e tomou posse no cargo de vice-prefeito em janeiro de 1997. Foi reeleito nas eleições municipais de 2000.

Em abril de 2002, renunciou ao cargo de secretário de Segurança Pública para compor, como vice-governador, a chapa de Eduardo Braga, que foi eleito governador no pleito de outubro daquele ano. Assumiu o novo cargo em janeiro de 2003 e no ano seguinte deixou o PFL, tendo migrado para o Partido da Mobilização Nacional (PMN). Foi reeleito vice-governador no pleito de outubro de 2006.

Licenciou-se do cargo em 2008 para se candidatar a prefeito de Manaus na legenda do PMN, mas só conquistou a terceira colocação. Com a renúncia de Eduardo Braga ao governo do estado para concorrer a uma cadeira no Senado, Omar Aziz assumiu a chefia do Executivo amazonense no dia 31 de março de 2010. No pleito de outubro daquele ano, foi reeleito governador do Amazonas, logo no primeiro turno, com 943.955 votos, correspondentes a 63,87% dos votos válidos, ainda na legenda do PMN, tendo como vice José Melo de Oliveira. Naquela oportunidade, derrotou o candidato do Partido da República (PR), senador Alfredo Nascimento (25,91%), seu antigo aliado, com a maior votação para governador na história do estado.

Iniciou seu novo mandato no dia 1º de janeiro de 2011, quando tomou posse junto com o seu vice-governador. Neste mesmo ano, Omar Aziz deixou o PMN para ser um dos fundadores do Partido Social Democrático (PSD), junto com o então prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. Permaneceu à frente do Executivo amazonense até o dia 4 de abril de 2014, quando renunciou ao Governo do Amazonas para disputar uma vaga no Senado Federal. Seu sucessor foi o vice-governador, José Melo, que assumiu nesse mesmo dia.

01/01/1995 à 24/09/2001 – Klinger Costa

Klinger Costa foi secretário de Segurança Pública do Amazonas entre janeiro de 1995 e setembro de 2001, na gestão do então governador Amazonino Mendes.

Costa faleceu no dia 07 de setembro de 2009.

20/10/1992 à 31/12/1994 – Mauro Luiz Campbell Marques

Nascido em Manaus, filho de Manoel Francisco Garcia Marques e Victorina Campbell Marques, o Ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Mauro Luiz Campbell Marques foi Secretário de Estado de Segurança Pública do Amazonas entre de 20 outubro de 1992 até o dia 31 de dezembro de 1994.

Bacharel em Ciências Jurídicas pelo Centro Universitário Metodista Bennett do Rio de Janeiro, Mauro Campbell atuou como promotor de Justiça do Ministério Público do Estado (MPE-AM), vice-presidente do Fórum Nacional de Secretários de Estado de Justiça e Direitos Humanos, secretário-Geral do Ministério Público do Estado do Amazonas, procurador-Geral de Justiça eleito e reeleito para mandatos, presidente da 2ª Turma do Superior Tribunal de Justiça e professor universitário.

Atualmente, o jurista atua como ministro e membro da Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

21/06/1991 à 07/10/1994 – Antônio Guedes Brandão

Antônio Guedes Brandão foi secretário de Segurança Pública entre junho de 1991 e outubro de 1992, na gestão do então governador Gilberto Mestrinho. Assumiu a pasta logo após a publicação da Lei 2.020, de 04 de abril de 1991, que dispõe sobre o sistema estadual de segurança pública, criando a Secretaria de Segurança Pública, a Polícia Civil, publicada no Diário Oficial do Estado de 04/07/1991.